"A criança que eu era se orgulharia do adulto que me tornei?"

terça-feira, maio 21, 2019



Boa tarde,


Quem nunca se fez essa pergunta pelo menos uma vez na vida? Eu já! E aqui neste post estarei falando um pouco sobre o que eu acho que seria a conclusão: Orgulho ou Decepção!
Vale uma boa reflexão.

No nosso tempo de criança tudo é mais bonito, colorido, tudo são flores, não há preocupações de alto nível com o dia de amanhã, só o brincar importa. 
Às vezes em nossa infância sonhamos um pouco com o futuro, com uma vida feliz, cheia de realizações, com vários motivos para ser eternamente feliz. Sonhamos com contos de fadas, em ser uma princesinha em um castelo com um belo príncipe, onde o felizes para sempre reina.

O início de nossas vidas é sempre mais divertido, mais colorido, só observamos tudo a nossa volta, começamos a descobrir o que nos rodeia. A inocência toma conta de nossas vidas.



Eu com 4 meses


11 meses


1 ano


2 anos

Mais o tempo vai se passando e as dificuldades da vida vão se adentrando e começamos a ver que crescer não é fácil. Começamos os desafios em casa, quando precisamos começar a dividir o que consideramos importante para nós, como por exemplo, a atenção dos pais. Sou a primeira filha, tinha tudo exclusivo para mim e 5 anos meio após meu nascimento, meu irmão nasceu, foi barra.
Eu com 7 anos e meu irmão com 2 anos

Cresci, e vi que a vida não dá colher de chá, ela te faz crescer  na marra, ela te faz vê que os sonhos nem sempre se realizam e que para eles se realizarem tem que correr atrás do prejuízo, que não dá pra ter tudo o que quer e na hora que quer.

Nós quando crianças imaginamos viver eternamente no mundo da fantasia, viver na diversão, podendo sempre brincar, assistir desenhos e deixar de lado tudo que não divirta, afinal, diversão é essencial.
Na vida adulta vamos passando por imensas dificuldades e muitos daqueles sonhos que tínhamos no tempo de criança vamos deixando para trás.   O tempo vai passando e nos deparamos com um mundo não tão alegre, cheio de desafios, onde temos que deixar o colorido de nosso tempo de criança, as fantasias guardadas no fundo de nossa mente.
Até tentamos por um certo tempo nos manter firmes no propósito de  eternalizar a criança dentro de nós, mais vamos vendo que aquele tempo já passou, e que a postura de nossas vidas deve ser outra, que precisamos ficar horas e horas sentada em uma cadeira, concentrada, lendo livros e mais livros, adquirindo sempre novos conhecimentos e sempre adiando a diversão. Quando não é com os estudos é com o trabalho que ficamos na maior parte do tempo. A vida vai passando e quando paramos pra pensar, nos lembramos que quando crianças não nos imaginávamos somente trabalhando, numa vida séria, sem tempo pra distrações.

A Nakéllrya criança me olharia com desprezo hoje em dia, por que aquela Nakéllrya era sonhadora, confiante, tinha foco. A de hoje sonha raramente e nem sempre tem coragem de correr atrás do que quer. A Nakéllrya de hoje faz cursos e mais cursos, de diversas áreas e não foca em uma só área, sempre faz algo de diferente, somente pelo prazer de ter a consciência de que sabe fazer mais não procura focar. E isso muitas vezes se torna cansativo.

E assim eu só posso pedir desculpas aquela Nakéllrya dos tempos de criança que deixou de ser aquela menina confiante, em que tudo era colorido, que acreditava que tudo poderia dar certo no final, e que passou acreditar que o felizes para sempre, nem sempre acontece.
E sim, a criança que eu fui, talvez   não sentiria orgulho do adulto que me tornei, teria decepção. 
Vou acreditar que pudesse ter orgulho.



Confira também os textos dos outros participantes:
Essa blogagem coletiva foi organizada por meio da BlogaWeb - A rede social dos blogueiros e blogueiras.

11 comentários:

  1. Texto interessante e reflexivo! Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Aprender que não poderemos ter tudo aquilo que queremos é uma dos primeiros embates que precisamos lidar quando somos pequenos.

    Mas isso não significa que nós não poderemos nunca ter algumas coisas que desejamos. Talvez seja isso que falta para a Nak adulta perceber?

    Parabéns pelo texto, acredito que se a pequena Nak ainda não está orgulhosa, não significa que ela nunca se tornará.

    Beijos 💜

    ______
    🌐 Relatos de um Garoto de Outro Planeta
    👍 Facebook: Relatos de um Garoto de Outro Planeta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, a Nak criança ainda sentirá orgulho da Nak adulta.
      Abs

      Excluir
  3. Olaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!
    Primeiramente, continuas linda. Aliás, estás mais.
    Linda, as crianças vê tudo com facilidade, a maioria.
    Querida, tu és linda de todas as maneiras. A criança do teu passado tem tudo para te dar um abraço bem forte e dizer-te que tudo vai correr bem! <3
    Beijokitaz




    www.devaneiosdemissl.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii,
      Obrigada querida!
      As crianças não tem malícia, tudo é cor de rosa, o tempo vai mostrando as dificuldades da vida.
      Com o tempo aprendemos lidar com tudo.
      Abs

      Excluir
  4. Olá!
    Que bebê mais fofinha <3
    Eu entendo como uma reflexão como essa possa ser pesada pra gente. Mas não se culpe! Tenho certeza que a sua eu criança te olharia de um jeito mais amoroso e com certeza se orgulharia de quem você é. E que ela seja o seu incentivo pra que você relembre como ser divertida, contente e que te ajude a focar na sua paixão.
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Obrigada, pelo apoio, creio que com o tempo e calma vou focando mais no que gosto.
    Abs

    ResponderExcluir
  6. Adoro fotos antigas, e por pior que seja algumas lembranças boas e ruins nos servem de aprendizado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade!
      Fotos antigas nos trazem mtas lembranças, é nossa história

      Excluir

Imagens de tema por -ASI-. Tecnologia do Blogger.