Liso x Cacheado! O que escolher?

segunda-feira, agosto 10, 2020

Vivemos em uma sociedade que dita as regras do que é ou não bonito.
Cada pessoa tem sua beleza, não importa qual seja. Por causa dessas regras do que é ou não bonito, muitas pessoas tem buscado de forma desenfreada por mudanças em seus cabelos.
O Brasil é um país com alta miscigenação, ou seja, no país tem pessoas de vários, tipos de pele, de cabelo, o que ocasiona em uma grande mistura. Os cabelos podem ser lisos, crespos, ondulados e de diferentes cores.
Aqui no Brasil, 70% da população possui cabelo cacheado, dessas cacheadas, a cada cinco, duas já se submeteram a algum tipo de alisamento capilar, mesmo que apenas por uma vez.
O cabelo tem um forte poder sobre a autoestima das pessoas, principalmente nas mulheres. O cabelo encaixa as pessoas em determinados grupos sociais.
Através do cabelo podemos determinar que tipo de pessoa ela é, o seu estilo de vida, sua personalidade, condições físicas. Desde a antiguidade, podíamos determinar o tipo de vida da pessoa, podíamos determinar se era um guerreiro, um sacerdote, um rei ou um escravo.
Em média, um adulto possui 150.00 fios de cabelo na cabeça, o cabelo cresce nais ou menos 1 cm por mês.
Após a ANVISA limitar o uso do formol para 0,2%, foi pesquisados diversas formas de substituir esses ingrediente, por isso, começou-se a utilizar outros conservantes com efeitos parecidos mais que não causam os mesmos problemas que o formol.
Um estudo que foi feito pela Dove, mostrou que  as meninas cacheadas entre 5 e 6 anos de idade falaram que seriam mais felizes se tivessem cabelos liso, e fazem de tudo para os pais autorizarem o alisamento. Alguns pais, acabam cedendo e procuram algumas formas para fazer isso, seja de forma temporária ou definitiva

O formol por ser algo que causa problemas na saúde se não for usado com segurança, pode ser usado apenas  durante a fabricação dos cosméticos, nunca após a sua conclusão. 
Por isso, é importante que antes de fazer qualquer procedimento químico, todas as opções devem ser estudadas minuciosamente para que as consequências não sejam drásticas.


You Might Also Like

0 Comments